Mãe de Guerrero afirma que filho é vítima de armação de outro atacante peruano

O aumento da pena de Paolo Guerrero para o período de 14 meses caiu como uma bomba para os peruanos, que esperavam ver o maior ídolo da história do futebol de seu país disputando a Copa do Mundo. Abalada por conta do ocorrido, a mãe do jogador do Flamengo, Petronila Gonzáles, concedeu entrevista ao site RPP, chegando a alegar um complô feito contra seu filho.

De acordo com dona Petronila, o atacante Claudio Pizarro, que atualmente defende o Colônia-ALE, estaria envolvido no aumento de punição de Guerrero. Isso porque, desde que Paolo foi suspenso, Pizarro voltou a ser convocado para a seleção peruana. A mãe do camisa 9 rubro-negro alegou que a situação com Pizarro é antiga, desde a época em que os dois defendiam o Bayern de Munique, entre 2004 e 2006.

— Estão lhe cortando as pernas porque há outros interesses… Claudio Pizarro. Eu não sou tonta. Desde o Bayern de Munique ele vem prejudicando meu filho. (Na época) O pai dele disse para o Guerrero procurar outro clube —, disse Petronila.

Sobre o estado emocional de Paolo, ela resumiu: “meu filho está destroçado”. Com a prorrogação da suspensão, Guerrero dificilmente voltará a jogar pelo Flamengo. O vínculo do atleta com o Mais Querido vai até o mês de agosto, tendo pouquíssima chance de ser renovado em meio a tal cenário.

Fonte: Coluna do Flamengo